Campos do Jordão é uma Estância Climática, Turística ou Hidromineral? Descubra!


O Governo do Estado de São Paulo classifica alguns municípios em estâncias Turísticas, Climáticas ou Hidrominerais. Campos do Jordão é reconhecida por seu clima, turismo e belezas naturais e, por isso, é considerada uma Estância, mas qual? Você saberia responder?
 

Turística. Parece fácil, mas nem sempre foi assim, existem indícios de que a cidade já foi classificada com os três tipos de estância. Para contar essa história é preciso voltar ao início do século passado, quando Campos do Jordão ainda era um pequeno distrito de São Bento do Sapucaí. 
 

Em 1926, através da Lei n° 2.140 de 01/10/1926, o vilarejo foi elevado a categoria de Prefeitura Sanitária, devido ao ar puro ser o ideal no combate as doenças pulmonares. Com isso, Campos se torna uma Estância Hidromineral, podendo ser governada apenas por médicos.


O que chama atenção é que, enquanto distrito, o local já era reconhecido como Climático, como o próprio texto da lei de 1926 comprova:

Fica creada, de accôrdo com o artigo 72 da Constituição do Estado de São Paulo, uma Prefeitura Sanitaria, na estancia climaterica e de repouso de Campos do Jordão, com a area e os limites do actual districto de paz do mesmo nome, do municipio de São Bento do Sapucahy.


Até 1978 a cidade foi considerada Hidromineral, mas aí veio a Lei nº 1844 de 17/11/1978, e passou a denominar-se Estância Turística. Fim do imbróglio, correto? Nem tanto. Atualmente existem 67 municípios denominados Estâncias e o site oficial do Governo de São Paulo, classifica Campos do Jordão como Hidromineral, ignorando ou se enganando em relação a lei de 1978.
 

Na prática, ser classificado como Estância significa receber recursos a mais que as outras cidades com a finalidade de desenvolver o potencial do município, em contra partida, cada Estância deve cumprir algumas regras e preservar suas características. 

Fonte: Da redação
Compartilhe
Top Notícias em Campos do jordão Veja todas