Dica de passeio: Estrada de Ferro Campos do Jordão


Pelos 47 km da ferrovia trafegam vários percursos ferroviários, em diferentes extensões, horários e tarifas, mas todos eles têm em comum a beleza inesquecível da paisagem que se descortina das janelas do trem. 

 


 

História:

 

A Estrada de Ferro Campos do Jordão foi idealizada pelos médicos sanitaristas Emilio Marcondes Ribas e Dr. Victor Godinho em 28 de novembro de 1910. O Governo do Estado de São Paulo autorizou a construção da estrada de ferro com concessão dos serviços para sessenta anos. 

A construção durou 03 anos, (tempo recorde para a época), foi iniciada em 1912 e foi terminada em 15 de novembro de 1914. Neste mesmo ano a sociedade concessionária da EFCJ passou a apresentar dificuldades financeiras, em grande parte devido à eclosão da Primeira Guerra Mundial, que dificultou o acesso a linhas de crédito para empréstimos e financiamentos. Os acionistas da ferrovia, por essa razão, autorizaram a incorporação da malha pelo governo estadual, o que foi efetivado em 1916.

 

 

A ferrovia era utilizada como via de acesso aos sanatórios estabelecidos em Campos do Jordão para contribuir na recuperação das vítimas de doenças pulmonares. A partir de meados da primeira metade da década de 20, com o crescimento de Campos do Jordão, a ferrovia vai se consolidando como principal meio de acesso à região, atendendo às necessidades de seus moradores e visitantes, transportando não só passageiros, mas carga geral e também veículos, dada a precariedade das vias de acesso rodoviário que conectavam Pindamonhangaba ao alto da Serra. 

 


Outro importante papel que a EFCJ exerceu foi nas comunicações regionais, por meio da operação do serviço telefônico. Implantado em 1917, inicialmente ele era voltado para as necessidades do controle do tráfego, mas logo passou a atender também moradores dos municípios sob influência da ferrovia. Em 1959 foi adotado o serviço automático, atendendo os municípios de Campos do Jordão, São Bento do Sapucaí, Santo Antônio do Pinhal e ao distrito de Monteiro Lobato.

A EFCJ operou o serviço telefônico da região até novembro de 1971, quando este foi transferido ao governo do Estado de São Paulo, que passou a operá-lo por meio da Companhia de Telecomunicações do Estado de São Paulo.

 

Dada a excelência do clima de Campos do Jordão, já na década de 40 a cidade começa a se caracterizar também como local de recreação e turismo, graças à instalação de grandes hotéis com serviço de inspiração europeia.  

 

Serviço

  

As compras e reservas de passagens para os trens podem ser feitas diretamente nas estações, ou no Portal de Campos do Jordão.

 

Pindamonhangaba

Email: turismoefcj@efcj.sp.gov.br

Site: www.efcj.sp.gov.br

(12) - 3644.7408 ou (12) - 3644.7409

• segunda a sexta-feira das 8h às 17h

• sábados das 7h às 15h

• domingos e feriados das 7h às 13h

  

Campos do Jordão

Email: turismoefcj@efcj.sp.gov.br

Site: www.efcj.sp.gov.br

Telefone: (12) - 3663.1531
 

As reservas deverão ser efetuadas diretamente nas estações sitadas acima, porem como são poucas saídas diárias e muita procura para os passeios oferecidos, aconselhamos solicitar ao seu atendente do hotel ou pousada que pretendem se hospedar, para efetuarem a compra antecipada das passagens.

Fonte: Da redação
Top Notícias em Campos do jordão Veja todas